Câncer de Mama – Principais subtipos

Atualizado: 20 de jun.

A classificação serve para realizar o tratamento de forma mais adequada e individualizada.



A análise molecular das células tumorais no câncer de mama é fundamental para sua correta classificação e tratamento.

O exame de Imunohistoquímica realizado a partir da biópsia tumoral avalia a presença de diversos marcadores, entre eles a presença ou ausência de receptores hormonais (estrogênio e progesterona) e a oncoproteína HER2.

Com esses marcadores, podemos classificar os tumores de mama da seguinte forma:


Luminal A – aquele tumor com receptores de estrogênio e/ou progesterona positivos, sem a expressão da proteína HER2 (HER2 negativo). É um tumor com crescimento mais lento das células.⠀

Luminal B – assim como o luminal A, têm receptores de estrogênio e/ou progesterona positivos e não expressam a proteína HER2 (HER2 negativo). Porém, apresentam um nível mais acelerado de proliferação celular.⠀

HER2 – tumor que têm a expressão da proteína HER2 (HER2 positivo).

Triplo negativo – tumor que não apresenta nem expressão hormonal, nem a proteína HER2. Pode estar associado a mutações genéticas nos genes BRCA.


E por que saber a classificação correta do câncer de mama é tão importante? Para que possamos realizar o tratamento de forma mais adequada e individualizada.





0 visualização

Posts recentes

Ver tudo