Quimioterapia

Atualizado: 21 de fev.

Antes de cada nova quimioterapia, o paciente sempre deve ser avaliado pelo oncologista


Quimioterapias são medicamentos utilizados para destruir as células doentes que formam um tumor. Estes medicamentos se misturam com o sangue e são levados a todas as partes do corpo. Porém, a maioria dos quimioterápicos irão funcionar sem um alvo específico, assim, além de destruir células doentes, também agredirão células saudáveis. Por isso, os pacientes podem apresentar efeitos colaterais como queda de cabelo, diarreia, feridas na boca, defesas baixas, etc.

Antes de cada nova quimioterapia, o paciente sempre deve ser avaliado pelo oncologista, para ver os efeitos colaterais apresentados e os exames laboratoriais. Somente assim, é possível, realizar os ajustes necessários ao tratamento.


A administração pode ser por via oral (comprimidos, cápsulas, líquidos), intravenosa (pela veia ou cateter), intratecal (pelo líquor) e até intraperitoneal (na cavidade abdominal).

A duração do tratamento é planejada de acordo com o tipo de tumor e varia em cada caso. Podendo ser feita de forma ambulatorial ou internado.

Durante a infusão da medicação qualquer sintoma deve ser comunicado a equipe, para ser avaliada possível reação infusional e realizadas as medidas se necessárias.







0 visualização

Posts recentes

Ver tudo